Estudo confirma que salsichas estão matando crianças há décadas, mas ninguém divulga

Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas Redes Sociais

 

As salsichas são, sem dúvida, um dos alimentos preferidos das crianças. De preparo rápido, elas muitas vezes são a escolha das mães mais atarefadas, que na correria sequer têm tempo para cozinhar uma boa refeição. No entanto, embora sejam práticas e gostosas, elas são verdadeiras vilãs da alimentação.

Outro estudo, publicado pela revista JAMA e realizado em crianças até 9 anos, desta vez focando nos casos de morte, descobriu que as salsichas foram responsáveis por sete em cada 10 casos registrados com crianças até os 3 anos. Os pesquisadores relataram que o engasgo é provocado pela forma circular do alimento.

Durante uma demonstração assistida pela redatora do Guia Infantil, Estefanía Esteban, uma equipe de emergências explicou às crianças sobre os perigos de comer salsichas cortadas em rodelas. Eles o alimento tem um tamanho perfeito para se acoplar à traqueia de uma criança menor de três anos. Então, se não for mastigada corretamente, a rodela é propensa a ficar na horizontal, obstruindo a traqueia e impedindo a passagem de ar.

Por esse motivo, alguns pediatras recomendam que os pais tenham extrema precaução na hora de cortar esse tipo de alimento, ou até mesmo reconsiderem incluí-lo na alimentação até a fase dos cinco anos. Um estudo realizado em 2008, publicado pelo International Journal of Legal Medicine, apontou que as 10 comidas que mais trazem riscos de asfixia para as crianças incluem salsichas, uvas, cenoura, ossos de frango, doces, carne, pipoca e maçã.

[ Diário de Biologia ] [ Fotos: Reprodução / Diário de Biologia ]

AJUDE A MELHORAR AINDA MAIS O SITE, AVALIE:
Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas Redes Sociais

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *